Vodafone Paredes de Coura 2017

Vodafone Paredes de Coura

O festival Vodafone Paredes de Coura decorre de 16 a 19 de Agosto nas margens do rio Coura, na Praia Fluvial do Taboão.

Na comemoração da 25º edição, o festival apresenta um cartaz com nomes como BADBADNOTGOOD, Beach House, Benjamin Clementine, Foals, Ty Segall, At the Drive-In, Kate Tempest, Nick Murphy, Red Axes, White Haus, Throes + The Shine, entre muitos outros.

Toda informação dos artistas por palco, dia e hora:


16 de Agosto

Palco Vodafone

19:30-20:15 - Escola do Rock
20:40-21:25 - The Wedding Present
21:55-22:55 - Mão Morta
23:20-00:05 - BEAK>
00:30-01:30 - Future islands
01:55-02:55 - Kate Tempest


17 de Agosto

Palco Vodafone

18:30-19:10 YCWCB
19:40-20:40 Car Seat Headrest
21:20-22:20 King Krule
23:15-00:15 At The Drive-In
00:45-01:45 Nick Murphy

Palco Vodafone.FM

18:00-18:40 Sunflower Bean
19:00-19:45 Nothing
20:30-21:20 Timber Timbre
22:20-23:20 HO99O9

02:00-03:00 Jambinai
03:00-05:00 Marvin & Guy


18 de Agosto

Palco Vodafone

18:30-19:10 Bruno Pernadas
19:40-20:40 Young Fathers
21:20-22:20 BADBADNOTGOOD
23:15-00:15 Japandroids
00:45-02:00 Beach House

Palco Vodafone.FM

18:00-18:40 Cave Story
19:00-19:45 Andy Shauf
20:30-21:20 Moon Duo
22:20-23:20 Octa Push

02:00-02:45 Roosevelt
02:45-05:00 Red Axes


19 de Agosto

Palco Vodafone

18:30-19:10 Manel Cruz
19:40-20:40 Foxygen
21:20-22:20 Benjamin Clementine
23:15-00:30 Ty Segall
01:00-02:30 Foals

Palco Vodafone.FM

18:00-18:40 Toulouse
19:00-19:45 White Haus
20:30-21:20 Alex Cameron
22:20-23:20 Lightning Bolt

02:00-02:45 Throes + The Shine
02:45-05:00 Nuno Lopes

Mais info do Festival: AQUI

Neopop Electronic Music Festival 2017

É o maior festival de música electrónica de referência em Portugal que se realiza em Viana do Castelo, junto ao Forte de Santiago da Barra. O festival começa amanhã e vai até sábado, sob o tema “The Art of Techno” (que também serviu de título a uma exposição).  

Sempre a crescer ano após ano, e nesta 12º edição tem como cabeça de cartaz os pais da musica electrónica, os Kraftwerk.

Toda informação dos artistas por palco, dia e hora nas seguintes imagens:

Mais info do Festival Neopop: AQUI


A exposição "The Art of Techno", depois de Lisboa, Barcelona e Porto,  encontra-se agora em Viana do Castelo, nos Antigos Paços do Conselho da cidade, em plena Praça da República. Mais info AQUI.

Matéria - Is about everything

Matéria, o novo festival dedicado à música electrónica no Porto. A organização chama-lhe o ano zero e realiza-se já este domingo, dia 2 de Julho, no Base Porto das 14:00 às 24:00. A primeira edição do Festival Matéria será em 2018.

A organização o festival “propõe-se a corporalizar conceitos que não são passíveis de materialização. Demonstrar, a partir dos sentidos, que a energia vital é palpável. Moléculas de música electrónica, partículas de comunicação, com ou sem sotaque, átomos de pluralidade, protões de familiaridade, electrões de partilha, neutrões das mais diversas correntes artísticas, catiões de urbanidade, plenos de carga positiva em reboliço. “Our heads are round so thought can change direction”…

Line up:
. Tosca – live (concerto integrado na tour de apresentação do álbum “Going Going Going”)
. Henry Wu presents: Kamaal Williams Ensemble – live (apresentação do álbum “Black Focus”)
. Richard Dorfmeister – dj set
. Celeste/Mariposa – dj set
. Mr. Herbert Quain – live
. Marco Coelho – dj set


Uma produção conjunta:
Base Porto / Circus Network / NEOPOP Electronic Music Festival / Plano B

Mais Info: AQUI

Lisboa Dance Festival 2017

Amanha começa a segunda edição do Lisboa Dance Festival.

São dois dias de celebração, 20 horas de música e mais de 40 artistas de música electrónica nas suas mais variadas vertentes.

Nomes como Hercules & Love Affair, Marcel Dettmann, Mount Kimbie, Jessy Lanza, Hunee, George Fitzgerald, Dekmantel Soundsystem, Tokimonsta, Mai Kino, Holly Hood, Branko, Moullinex, Rui Maia, Nitronious, Duplo, entre outros estão no Line Up do Lisboa Dance Festival, que se realiza nos vários espaços da Lx Factory, na capital.

Durante toda a tarde de sábado, e com entrada gratuita, há o Market, as Talks e as Masterclasses organizadas mais uma vez por Rui Miguel Abreu.

Consulte os horários das atuações, o mapa do recinto e informações úteis sobre transportes e alimentação: AQUI

MAD #13 - Dj Honesty ( Cabinet records ) & Rompante

Dj Honesty é um dos núcleos duros da Cabinet Records nascida e criada em Berlim. Embora já cá ande desde 1995, ( Honesty EP pela Space Teddy ), 2015 e 2016 foram anos em que Dj Honesty voltou a ter mais actividade. O EP "Bom dia" pela Quality Vibe, "Smith" EP pela Eclipser Chaser que é repleto de bombas, Scenario#5 pela editora de Sebo K , são provas desta actividade cada vez mais regular e prova das suas produções acertivas.
Dia 24 estamos na MAD #13 com DJ Honesty e, na Sala Cubo do Plano B, no Porto.

M.A.D.

Music Addiction Disorder é a nova terapia bimestral do Plano B, com a curadoria de Rompante.

Duas dezenas de músicas editadas pela Liebe Detail, Is It Balearic ou Seven Music, compilações da Permanent Vacation e Balance Music, dj sets nos melhores clubes nacionais e alguns internacionais, como o Golden Pudel Club e o Watergate, e um conhecimento profundo da história do House e do Techno, fazem do Rompante um dos “putos maravilha” da electrónica nacional e o guru perfeito para guiar a meditação neste novo conceito do Plano B, que promete purificar a alma através da dança.

Mais info: AQUI

The Doors - 50 Anos

Foi a 4 de janeiro de 1967 que The Doors chegou até aos ouvidos de uma geração que, então, começava a encontrar no chamado rock psicadélico o seu sustento.

O primeiro álbum da banda foi gravado nos estúdios Sunset Sound, em Hollywood, na Califórnia, vendeu mais de 20 milhões de cópias e, posteriormente, encontrou o seu lugar no "corredor da fama" dos Grammys.

50 anos depois, o álbum de estreia dos The Doors continua a ser muito acarinhado não só pelos fãs como também pela crítica, tendo sido considerado pela revista Rolling Stone, em 2012, como o 42º melhor álbum da história, já depois de o ter considerado como o melhor álbum de 1967